Amarante do Maranhão 17 de Julho de 2018

Tamanho da Fonte: A+ | zerar | A-

Saúde promove ação de combate à tuberculose em polo indígena do município

Objetivo é alertar a população indígena sobre a gravidade da doença quando não tratada corretamente.



Na manhã desta segunda-feira (16), a Prefeitura de Amarante, por meio da Secretaria Municipal de Saúde promoveu mais uma ação de combate e prevenção a tuberculose, dessa vez voltada para a população indígena. A programação incluiu desde a realização de exames para a detecção de casos da doença a atualização de vacinas, bem como a realização de testes rápidos de hepatite B e C, sífilis, HIV e aferição de pressão arterial.

 Durante todo o mês de março foram realizadas diversas atividades alusivas ao Dia Mundial de Combate a Tuberculose (24 de março), como a distribuição de material educativo, palestras informativas, com campanhas nas escolas, na feira do produtor rural e na delegacia local. O intuito de mobilizações como essas que foram promovidas pela Secretaria Municipal de Saúde, além de alertar sobre os sintomas da tuberculose, foi evitar novos casos e sensibilizar a população sobre a gravidade da doença quando não tratada corretamente. A ação executada hoje no polo indígena marca o encerramento dessa intensa campanha que se estendeu até o mês de abril, como forma de intensificar ainda mais a disseminação de informações sobre a doença.

Thalita Carreiro Gomes, Coordenadora do Programa de Controle da Tuberculose no município, disse que as iniciativas até agora realizadas foram bastante positivas. “Nós buscamos em todas as programações realizadas, sempre alertar e conscientizar a nossa população sobre a importância de terem conhecimento sobre essa doença, por isso estendemos as ações de combate para além do mês de março, hoje aqui no polo indígena encerramos essas atividades, entretanto elas continuam durante todo o ano nas unidades de saúde do município, afim de que os índices da doença que hoje são baixos, baixem ainda mais”, explicou Thalita, que disse ainda que os exames coletados são realizados aqui mesmo no laboratório do município, ficando pronto em três dias o resultado.

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões (tuberculose pulmonar), mas que também pode acometer outros órgãos e sistemas (tuberculose extrapulmonar). Segundo a OMS,a população indígena está entre os grupos vulneráveis ao adoecimento, por conta muitas das vezes pelas condições de vida e saúde que estão expostos.

(FONTE:ASCOM/PMA)