Amarante do Maranhão 16 de Agosto de 2018

Tamanho da Fonte: A+ | zerar | A-

Prefeitura de Amarante promove curso de Fabricação de Bolo no Pote para mulheres participantes de programas sociais

Curso foi realizado nos povoados Mundo Novo e Grotão, e na sede do município.



A Prefeitura de Amarante, por intermédio da Secretaria Municipal de Assistência Social, promoveu durante o mês de julho, o curso de Fabricação de Bolo no Pote. Com carga horária de 20horas/aula, o curso foi ministrado nos povoados Mundo Novo, Grotão e na sede do município. Desde o ano passado que a secretaria vem ofertando cursos dos mais variados segmentos, sempre com o mesmo objetivo capacitar a população, garantindo principalmente as mulheres participantes de programas sociais, uma independência financeira e uma maior autonomia. Essa ação certificou mais de 60 mulheres que já estão aptas a empreenderem nessa área

Durante as aulas ministradas, pela capacitadora, Márcia Maria das Chagas, que também é chefe de cozinha profissional, as participantes puderam aprender sobre as mais variadas técnicas utilizadas na fabricação de bolo no pote (elaboração de massa para bolos, recheios e aplicação de cobertura), como também sobre noção de higiene, comercialização e o modo de armazenamento do produto depois de pronto.

Para a prefeita Joice Marinho, que esteve participando do encerramento do curso realizado no povoado Grotão, a sua administração tem se esforçado para sempre que possível oferecer capacitação profissional, que tenham como meta contribuir com a melhoria de renda da população. “Desde o inicio da nossa gestão que temos buscado ofertar aos amarantinos, qualificação profissional, seja através de parcerias ou por conta da própria Prefeitura, pois entendemos a necessidade do público alvo dos cursos que oferecemos, possuir uma fonte de renda extra, sem contar a possibilidade de poderem empreender dentro de suas próprias casas”, pontuou Joice.

A Secretária da pasta, Fátima Jorgina, que fez questão de acompanhar o andamento dos cursos, tanto da sede como dos povoados, destacou. “É importante ressaltar primeiramente que as participantes não tiveram custo algum com o curso, até porque o que nós buscamos com essa iniciativa é incentivar essas mulheres a aprenderem algo, que seja uma alternativa viável   para incrementarem a renda de suas famílias”, explicou a secretária, que ainda falou da possibilidade de que mais cursos de outras áreas sejam ofertados ainda esse ano.

(FONTE: ASCOM/PMA)