Amarante do Maranhão 25 de Abril de 2018

Tamanho da Fonte: A+ | zerar | A-

Pit Stop realizado pela Prefeitura de Amarante alerta para o combate ao trabalho infantil e exploração sexual de crianças e adolescentes

A ação também destacou a proibição da venda de bebidas alcoólicas para menores de idade.



Com a proximidade das festividades carnavalescas, a Prefeitura de Amarante por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, realizou na manhã desta sexta-feira (09/02), um “Pit Stop” educativo. A mobilização teve como objetivos combater o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, bem como alertar a população sobre a proibição do trabalho infantil, reforçando que ambos devem ser combatidos não só nessa época do ano mais diariamente.

Por se tratar de uma ação preventiva e de conscientização, o local escolhido pela secretaria, para acontecer o Pit Stop, foi a Praça do Mercado, localizada na avenida Dep. La Roque, no centro da cidade. Onde a equipe realizou uma panfletagem, distribuindo aos pedestres e condutores de veículos que passavam pelo local, material informativo sobre a campanha. Também foram distribuídos panfletos pelos comércios da cidade.

Segundo, Fátima Jorgina, secretária de Assistência Social, os programas da secretaria já combatem essas práticas diariamente, mas é essencial que em períodos festivos como o carnaval essas ações sejam ampliadas. “ A gente sabe que no período do carnaval nossas crianças se tornam mais vulneráveis, e ficam mais expostas a situações ligadas ao trabalho infantil e de violência sexual, então nada mais oportuno do que essa ação acontecer nas vésperas do carnaval, para conscientizarmos nossa população a se juntarem a nós na luta contra isso”, explicou Jorgina, que também agradeceu ao apoio da prefeita Joice Marinho, que inclusive passou pelo o Pit Stop e parou para cumprimentar os presentes.

A campanha conta com as parcerias do Conselho Tutelar, CRAS, CREAS, Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretarias Municipais, entre outros.

Serviço

 Para denunciar casos de abusos, exploração sexual e trabalho infantil, a população pode ligar nos seguintes números: Conselho Tutelar (99) 98408 -6373, Ministério Público (99) 3532-2018, Polícia Civil (99) 98408 – 6373, disque 100 , além  de poder acionar órgão como o CREAS e CRAS.

ASCOM/PMA